Fotoblog de verão !

agosto 7, 2008
Pedroca la em cima leu meu post aqui do blog e
na mesma semana mandou um solzão pra gente !
Sorte nossa, ja que tinhamos programado de irmos
à Knokke, a praia mais fashion-tudo-de-bom-bam-bam-bam
da Bélgica. E como eu sou pobre, mas sou confiada,
adorei tudo, fotografei, comi frutos do mar e
voltei pra casa linda, loira e japonesa.
O meio de transporte mais usado em Knokke.

Estatuetas enfeitam o calçadão da
Miami South Beach belga

Me senti na Barra da Tijuca.

Até o bazar é fino. Esqueceu de trazer alguma coisa ?


Ha galerias de artes para todos os gostos.

O povo se acabando na sorveteria !

Uma vibe meio Buzios essa estatua.

Pra quem não quer mar gelado, tem a versão
do Beach Park belga com aguas aquecidas.

Um apêzinho de um quarto aqui, custa o preço
da minha casa com quatro quartos.
– Dê-me a penthouse, please.

Biquines cacharel so 25 pilas.

Barracas a la Praia do Futuro, tb tem.

Sanduicheee naturaaallll !!!
Que nada, é Boules de Berlin, ou melhor,
aquele sonho de padaria !

Daih fomos passear no Parque de Leuven.

Que tal velejar no lago do parque ?


Também pode pescar.

Ou descansar na sombra e agua fresca.


E até mesmo farofar no Piscinão de Ramos
versão smurfland.

Gostaram ? Calma, que hj ja vamos pras Ardennes,
passaremos uma semana em minha residência de verão
(tô me achando!) e mais adiante ainda rola a ultima
viagem do verão, pra um lugar distante e nunca
mencionado nesse blog !🙂

Até a volta !

Dia Nacional da Bélgica

julho 26, 2008
Segunda passada, dia 21, foi feriado nacional. O Dia da Bélgica. O clima tava horroroso, chuvendo e frio. Fim de semana assim é deprimente, vc fica enclausurado em casa. Mas, na segunda, ja não aguentavamos mais, resolvemos sair mesmo com esse tempo ! Fomo então até o centro de Bruxelas, mas precisamente ao parque em frente ao Palacio Real. Tentamos ver o desfile militar, mas tava lotadissimo, então preferimos zanzar pelo parque !

As ruas estavam vazias, bom pra ver os detalhes dos prédios.

O povo vindo de todos os lugares pra prestigiar o rei (sera?).

Tinha policia, policia militar, exército e toda a tropa de elite belga.

 

Se bem que o exército preferiu um sorvetinho bem democratico ao lado da moça de véu !

A jornalista perguntava: “Vc acha que esse é o ultimo dia nacional da Bélgica?”

Aviões com fumaças coloridas, “ah, é a bandeira da Bélgicaa!”. O Gabs achou legal.

Vi as motos da policia militar. Foi o que vi do desfile !

E alguns aviões pingados. Segundo o Marc deviam ser os mesmos, que iam e viam pra fingir que a frota era maior, rs.

A criançada se esbaldou no parque !!!

Paramos pra um café pra esquentar do frio !

Tb tinha cerejas, mas essas eu tenho em casa !

E todas as atrações eram gratuitas. Alegria pra todos os papais de Bruxelas, um dia de diversão sem pagar. Que beleza.

Sera que no ano que vem tem mais ?

Viajando na Viagem do Riq !

julho 18, 2008

Encontrei o Ricardo Freire na semana passada. Fomos de trem de Bruxelas até Brugge. Mesmo com a chuva, o passeio não perdeu o charme. O post do encontro ta la no blog dele !

O Riq é mesmo tudo aquilo que parece ser: um cara com sacadas fantasticas e humor incrivel. Uma delicia participar da excursão dele pela Europa, ver ao vivo como ele faz as fotos e observa detalhes !

Ahhhh, mundo blogueiro !!!

Expo’ 58

abril 17, 2008
E hoje faz 50 anos da Expo’ 58. (Brussels World’s Fair, Brusselse Wereldtentoonstelling, Exposition Universelle et Internationale de Bruxelles, Exposição Universal e Internacional de Bruxelas). Foi o primeiro grande evento apos a II Guerra Mundial, que reuniu cerca de 42 milhões de pessoas e foi aberto pelo Rei Baudouin I, que discursou apelando pela paz mundial.

A Expo fica na região de Heyzel em Bruxelas, onde foi então construido o Atomium (o grande atomo) que é até hj um grande simbolo belga.

Falamos disso na aula de hoje. E, resolvi pesquisar um pouco mais:

Talvez a exposição internacional mais conhecida no período da Guerra Fria tenha sido a Exposition Universelle et Internationale de Bruxelles de 1958 (Expo ’58). Por ser a primeira feira realizada após a Segunda Guerra Mundial, adquiriu um significado mais amplo: os governos aliados da Europa Ocidental — França e Grã-Bretanha — usaram a ocasião para demonstrar seu sucesso pós-guerra, ao passo que os países do eixo — Alemanha, Japão, Itália — tiveram oportunidade de renovar sua imagem internacional. Contudo, o mais notável no meio de toda a exuberância da feira foi a óbvia tensão entre os Estados Unidos e a União Soviética, que utilizaram os respectivos pavilhões para promover seus sistemas políticos antagônicos.

O tema da exposição dos EUA, “Unfinished Business” (Negociações Não Concluídas), tratava, entre outras coisas, de questões sociais dos Estados Unidos, inclusive a segregação. Os congressistas sulistas se ofenderam e cortaram o restante do orçamento destinado à exposição. Com isso, os EUA reduziram os produtos científicos exibidos, e a Rússia assumiu o espaço não utilizado pelos americanos no Hall Internacional de Ciência, aproveitando-o para fazer propaganda de seus avanços tecnológicos: os soviéticos tinham, por exemplo, um estande sobre os usos da energia atômica para fins pacíficos, contrastando com o uso da energia nuclear pelos EUA “para destruir a humanidade”.

No centro da exposição soviética havia modelos de seus recém-lançados satélites Sputnik, que marcaram o início do programa espacial russo no ano anterior e chegaram a transportar uma cadela chamada Laika. Embora os Estados Unidos tivessem lançado seu próprio satélite, o Explorer, com sucesso em 1958, eles não expuseram seu artefato espacial. O Sputnik tornou-se muito popular, e os soviéticos usaram seu pavilhão, um tributo de alta tecnologia ao comunismo, para tentar convencer o público de que uma União Soviética tecnológica e cientificamente superior em breve superaria os Estados Unidos na produção de bens materiais. Os Estados Unidos prepararam-se melhor para as feiras mundiais subseqüentes.

À parte as rivalidades culturais da Guerra Fria, a exposição foi notável pela variedade de produtos científicos demonstrados, entre os quais uma enciclopédia em áudio, um dicionário eletrônico, queijo pasteurizado, uma fita magnética capaz de transmitir milhões de caracteres em poucos segundos e uma máquina postal capaz de classificar mil cheques em 15 minutos. A própria Bélgica, que patrocinou a feira para promover seu crescimento econômico, impressionou o público com sua peça central, o gigantesco Atomium — construção futurista destacando o lado positivo da era atômica —, e sua produção de chocolate, que atingiu cinco toneladas por dia durante a Expo ’58 .

Fonte: JournalUsa

Não se fala em outra coisa na TV e nas radios !

Aula de Geografia Belga

abril 16, 2008

A Cissinha perguntou se na Bélgica não se falava belga. Mas lamento informar que aqui fala-se tudo, menos belga.🙂

Vamos la.

A Bélgica é dividida em três partes: cabeça, tronco e membro. Ops. Não é isso. Essa era a aula de ciências da sexta série (era?).

Recomeçando.

A Bélgica é dividida em três regiões: Flandres, Valônia e Bruxelas Capital.

Consultando o grande oraculo Wikipedia, encontrei:

A Bélgica (em neerlandês België, francês Belgique e alemão Belgien) é um país da Europa Ocidental pertencente à União Europeia e à NATO (OTAN). A capital é Bruxelas. É limitado a norte pelo Mar do Norte e pelos Países Baixos, a leste pela Alemanha e pelo Luxemburgo e a sul e oeste pela França.

Então ja deu pra sacar que por aqui se falam 3 idiomas: neerlandês, francês e alemão. Como assim um pais IMENSO desse fala três idiomas ? Pois é. Fala. Isso pq não somei aih o inglês, arabe e russo que vc facilmente ouve nas ruas.

A Bélgica é um país heterogêneo dividido em três línguas:
Neerlandês (por vezes, e imprecisamente, chamada também “Flamengo” ou “Holandês”) : Flandres, no norte
Francês: Valónia, no sul
Alemão: uma pequena região no leste do país

Então é isso, eu moro em Flandres. Mais precisamente em Vlaams-Brabant, e logo, preciso falar neerlandês. So que à 18 km daqui fica Bruxelas, e la fala-se francês. Vivo num mundo de fronteiras linguisticas, mas a minha prioridade é sempre o neerlandês.

Essa divisão linguística causa conflitos na Bélgica; em Flandres há actualmente um número importante de pessoas querendo se separar da Valónia, não só por motivos de diferença linguística, más também por causa de incompatabilidade económica. Alguns querem um federalismo muito avançado, outros a independência e ainda outros querem se unir aos Países Baixos (Holanda).

Credo, onde eu vim parar ?

La Vie en Rose

abril 9, 2008
Aproveitando a semana de folga que meu marido tira toda Pascoa e com a desculpa que era meu aniversario (dia 30!) nos fomos à Paris ! Ja conhecia Paris no verão, no outono e no inverno. So faltava a primavera. Ta, digamos que não cheguei a ver tanta primavera, mas foi uma delicia andar pelas ruas parisienses, comer baguettes e croissants de verdade, tomar sopa de cebola gratinada, sorvetinho na Berthilion, comer crepe salgado, ver as vitrines com as roupas pro verão, tentar falar francês e se dar conta que anda enfurrejada…

Com criança na idade do Gabs, que precisa de uma alimentação especial, resolvemos ficar num hotel mais familiar. Escolhemos o Davy Crockett, que fica dentro do complexo da Disney. O hotel é na realidade um rancho. Ficamos hospedamos numa cabana super confortavel, equipada com cozinha, sala de estar e uma area de lazer fabulosa, mercadinho, quadra de tênis indoor, saloon, ménage pra alugar cavalos… Gostamos muito de la e com certeza retornaremos qdo o Gabs estiver maior.

Nossa cabana !


Cada cabana possui uma churrasqueira,
pena que ainda estava frio…

A piscina do hotel é maravilhosa. Quentinha, segura para
as crianças. Tem uma jacuzzi pra relaxar… hmmm

Não tirei muitas fotos dessa vez. A maioria foi feita no
passeio de Bateau Mouche, ja que com o Gabs sempre temos
que optar por caminhos menos cansativos !

Os dois caras de fuinha !

E era inicio da primavera !

Notre Dame vista do Sena.

Hotel de Ville, a prefeitura. So na França que
hotel é prefeitura, né Cissinha ? rs

O Louvre. Dessa vez levamos falta, ja que Gabs por enquanto
so entende de outro tipo de artes !🙂

E a torre. Claro.

Gabs foi à Disneyland Paris.

A Disney francesa parece uma miniatura da Disney
de Orlando. A diferença é que em Paris vende-se vinho
e baguetes por todos os lados.

Adorei os vitrais do Castelo da Bela Adormecida !


E aproveitei que estava ficando mais velha pra ser
criança mais uma vez !

Primavera na Bélgica !

março 25, 2008
Como eu postei na sexta-feira: neve na primavera !
Passou o fim de semana inteiro caindo floquinhos timidos,
até que essa manhã acordamos assim, com tudo branquinho.
Pulei da cama cedissimo, fiz café e disse ao marido que iria
comprar pão. Desculpa esfarrapada, claro, eu queria mesmo
era sair pra tirar fotos ! :)))
Nosso quintal ! Adoro qdo a cerejeira fica cheia
de neve ! Liiinda !!!



On the road. Se conseguir ler a placa descobrira
onde eu moro !🙂

Vida estressada.

Minha vizinhaça é bucolica !

Meio do nada.

Passando pelo bosque…


Holy Snow.

A lavanda pronta pra primavera !


De novo a cerejeira.

Mamãe toda contente.


Que troço é esse no meu pé ?

Primeira aula de ski.

Se divertindo com o pai.

Fundos de casa.

Welcome spring time !

Sabado é dia de…

março 19, 2008

feira em Leuven ! Vcs vão à feira ?

Bom, nas feiras belgas não tem ninguém gritando “uma duzia de laranja por um real”, não tem pastel nem caldicana. Mas, possui muitos outros aromas e sabores !


Flores, muitas flores. Da vontade de comprar uma de cada tipo pra colorir a casa. Gosto dos gerânios e das tulipas.


A barraca do turco ! Gente, o cheiro que vem dessas azeitonas é uma coisa afrodisiaca ! Azeitonas temperadas, doces, pequenas, grandes, apimentadas… E os doces turcos que ficam ali do lado so tentando a gente ?


Primavera é sinônimo de tulipas mil !
De todas as cores.

Ha ainda os quitutes belgas. Tortas de frutas e recheios cheios de aromas especiais. E, as frutas secas, tâmaras, damascos, figos… trouxe um pouco de cada !


Morangos, a fruta da estação ! E, as coisas “tradicionais”.

Compramos um super mamão de 1,5kg, azeitonas, frutas secas, e outras cositas mais. Acabei fazendo um super jantar de talharim nero di sepia com anchova fresca, azeitonas ao alho e um toque de feta com orégano. Hmmmmm.


E esse, é o bolo de mexerica da receita postada ali embaixo.

Deu fome fazer esse post. Sopa de abobora, alguém quer ?🙂

Bem ali !

março 18, 2008
O post nem começou e eu ja sei que tem umas e outras
com ciumes pq eu fui bem ali…
Gosto de dirigir, e por aqui as estradas são boas.
Saimos de casa em direção ao leste.


Passamos por um pedacinho da Holanda, alias não
sou fã do trânsito da Holanda: muito carro pra pouco pais.


E depois entramos na Alemanha. E la estava a nossa saida !
Chegando, duas mulheres chiques esperavam por nos.

Quem são elas ?🙂

Resolvemos visitar o centro de Aachen.
Mas, ao estacionar o carro…


pequeno Gabs precisou de um pit stop pra refrescar !
(meninas, fechem os olhos e não olhem as pernocas fofas)


Enquanto isso, pequena Clara aproveitava o
carro do ado pra relaxar !


Andamos um pouco e fomos ao Starbucks.
Gabs baixou a vibe Britney Spears e tb ficou louco
pelo café de la…


Quis tomar o café com leite de mamãe !!


Volta e meia ele olhava pra ela, mas a menina não da bola !


Continua olhando e ela nem tchuns !


Até que ela não resistiu ao charme do menino belga !


Brincou, pulou, gritou com a tia.

Apos o café e as guloseimas do Starbucks, fomos
caminhar no centro antigo.


Passamos pela catedral…


Vimos os prédios antigos…

 


As fontes de agua divertidas…



Os restos dos arcos romanos…


de novo a catedral, mas ali longe…


E pra terminar fizemos comprinhas…

Voltamos pra casa ja com a tarde caindo.
Felizes e loucos para repetir a dose !

Köln !

novembro 26, 2007
Dia 14 fomos à Colônia, na Alemanha. Pertinho daqui.
Meu marido tinha uma conferência, e como ele esta
sempre viajando e sente uma saudade imensa de Gabs
(não era pra ser de mim?!) me chamou pra ir com ele
passar um diazinho em Köln. Como a minha agenda estava
livre (acredite, eu tenho agenda hoje em dia…) e o
hotel mesmo sendo business oferecia cama para bebês,
eu disse que iria. Logico, tudo resolvido assim na véspera.

Iriamos de Thalys, mas a greve la em Paris não deixou

o trem chegar aqui, resolvemos ir de carro, o que
logisticamente foi mais rapido. Gabs dormiu as 2 horas e
meia do trajeto da nossa casa até o hotel.

Chegando la vi uns floquinhos de neve caindo. Tava

congelante, 1°C e eu pensei: “G-zuis, agora tenho que
passear nesse frigorifico ?”. Meu marido me deixou em
frente à estação de trem. Atravessei a estação, que estava
uma loucura com os cancelamentos de varios Thalys !
Levei Gabs para conhecer o Dom. Ele não se importou
com o frio, mas a mãe dele saiu correndo pra comprar
um par de luvas ! Ele é europeu, mas a mãe não !😉
Refiz todos os caminhos que ja havia feito quando
fui la dois anos atras com o marido. Entrei nas mil lojas
(acho tudo na Alemanha mais barato…), fiz comprinhas
e vi que a feira de natal ja estava sendo montada
(iniciou esse fim de semana, pena que nao poderei ir).

Passei pelas bierhaus, mas não entrei com Gabs em
nenhuma, pois infelizmente na Alemanha ainda é
permitido fumar nos ambientes comerciais fechados.
Enfim chegamos à beira do Rio Reno ! E observei que
os prédios passaram por reformas ! Esta tudo novinho !
Caminhamos por uma hora pelo calçadão do Reno.
Dezenas de carrinhos de bebê por la !
Voltamos para o hotel, Gabs jantou seu leitinho,
e fui com ele jantar (às seis e meia, coisa de alemão!)
na Churrascaria Pantanal. Rodizio, claro ! Não pq eu
morro de saudades do Brasil, mas por uma questão
de logistica: a churrascaria é em frente ao Jolly Hotel,
onde estavamos ! Cheguei la e deu-se o seguinte dialogo
em português de Portugal:

-Quantas pessoas ?

– Duas, mas so uma vai comer.
– A senhora esta esperando alguém.
– Não, so nos dois mesmo.
– Ah, a senhora e o bebê…
-Isso ! Tem como arrumar uma mesinha onde
eu possa estacionar o carrinho dele sem atrapalhar ?

garçons e garçonetes que passavam e conversavam com ele.

– Posso ver a carta de sobremesas ?

– Ah, nos temos um buffet de sobremesas por 6€.
– Hmmmm o que tem la ?
– A senhora nã precisa levantar pra ir ver não,
eu faço um prato com um pouco de cada coisa.
– Ihhh, mas é muito.
– Se não aguentar não come, ora pois.
– Ok, obrigada. Quero o buffet de sobremesas.

Voltei ao hotel ja quase às nove, e Gabs foi pra caminha
dele esperar o pai. Todo serelepe depois de um dia de turismo.


No outro dia, room service do café da manhã pro

pai e pra mãe, ja que o rapaz gosta de dormir até mais
tarde e os pais gostam de um conforto !

Semana que vem, mais viagens de Gabs pra vcs !

E la veio um pratão com tudo que vc possa imaginar !
Quanta cortesia com uma senhora mãe😉

Não tirei fotos la… mas Gabs foi um sucesso !
Comportadissimo e sorridente com todos os